quinta-feira, 29 de julho de 2010

Recuperar o curso do tempo

Eis o que entendo por “querer recuperar o curso do tempo”: eu queria apagar as consequências de certos acontecimentos e restaurar uma condição inicial. Mas cada movimento de minha vida traz consigo um acúmulo de fatos novos, dos quais cada um traz consigo suas consequências, de modo que quanto mais procuro retornar ao ponto de partida, ao ponto zero, mais me distancio: embora todos os meus atos tendam a apagar as consequências de meus atos anteriores e embora cheguem a mesmo fazer isso de modo apreciável, a ponto de se me abrir a esperança de uma próxima redenção, não posso me esquecer de que cada uma das minhas tentativas para apagar os acontecimentos anteriores provoca um fluxo de eventos novos que tornam a situação ainda mais complicada do que antes, acontecimentos que por sua vez deverei tentar fazer desaparecer.

("Se um viajante numa noite de inverno", Italo Calvino)

Um comentário:

Chico disse...

Atualizações anuais rules!