segunda-feira, 19 de maio de 2008

Acabou!


É isso aí, acabou. O blog, apesar de não ter chegado nem a um ano de vida, durou bem mais do que eu imaginava. É só ler o primeiro post e conferir. Acontece que não tenho tido vontade de escrever, e não faz sentido escrever sem prazer. Outra questão importante é que eu definitivamente não gosto dos textos daqui. Antes de tomar a decisão de fechar as portas do Ritmo Dissoluto resolvi ler todo o arquivo, e cheguei à conclusão de que nada se salva, não me orgulho de ter escrito nenhum dos textos, vejo defeitos na maioria e sequer reconheço o andre que escreveu outros tantos.

É claro que gostar ou não pode ser importante agora, na decisão de manter ou não o blog, mas tenho absoluta convicção de que, alguns mais outros menos, os textos aqui publicados foram importantes para mim, e também não tenho dúvida de que, salvo raras exceções, só os publiquei porque achava que, na época, valia a pena. Fico feliz que certos textos tenham sido relevantes para alguns dos poucos leitores deste espaço, e acho que a idéia de fazer o Ritmo Dissoluto foi já foi bastante recompensadora e positiva por alguns e-mails e comentários que recebi.

Mas realmente não vejo sentido em continuar escrevendo. Não percebo nenhuma qualidade no que aqui foi publicado e, mais do que isso, não mais sinto necessidade de escrever. Não na internet, pelo menos. Pelo contrário, o que era um prazer tornou-se quase uma obrigação. Certeza absoluta tenho de que ninguém vai sentir falta das minhas opiniões, dos meus achismos, das minhas manias (afinal, não é disso que se trata?). Até porque boa parte dos leitores do Ritmo, salvo um ou outro incauto, é de amigos e pessoas próximas que podem, acompanhados de cerveja ou café, saber o que achei do último filme do Woody Allen, do último cereal matinal que comi ou do último livro que li. Mas nesse bar daqui eu já pedi a conta.

16 comentários:

vanessa disse...

Por que se critica tanto? seus textos eram bons e não havia obrigação de escrever no blog, devia ser um prazer esporádico. serpa uma pena, era um bom blog - gostava principalmente quando vc escrevia uma história sua, como a sobre José (apesar de ter desistido de comentar). mas vc sempre ameaçou fazer isso, não?
uma pena. quem sabe um dia vc decida reabrir.

Rafael Abreu disse...

Moção de repúdio.

Ler e achar os textos "inúteis" ou ruins talvez fosse um sinal de como o blog era interessante. No mais, essa não era minha opinião.

Mas não pode se tornar um fardo realmente. Quando você achar que pode voltar a ser prazeroso, sugiro retomar seu ritmo dissoluto.

Abraços,
Rafael

Rafael Abreu disse...

Moção de repúdio.

Ler e achar os textos "inúteis" ou ruins talvez fosse um sinal de como o blog era interessante. No mais, essa não era minha opinião.

Mas não pode se tornar um fardo realmente. Quando você achar que pode voltar a ser prazeroso, sugiro retomar seu ritmo dissoluto.

Abraços,
Rafael

Anônimo disse...

É realmente uma pena que você tenha chegado ao ponto de considerar o blog um fardo.
Acho que avaliar a qualidade dos textos já publicados é um erro comum dos perfeccionistas. Nenhum texto é bom ou ruim, ele simplesmente é, pois já está ali exposto e não te pertence mais.
E, se seus textos fossem, de fato, muito ruins, por que o blog teria leitores tão fiéis? Afinal, ninguém é obrigado a ler nada, não é verdade?
Boa sorte

m disse...

Poxa, eu gosto bastante de ler o que você escreve. Eram as coisas mais inteligentes dentro dos meus dias burocráticos. Peço que reconsidere a decisão. Mesmo que publique com intervalo de tempo maior (quem sabe 1 texto por mês?), gostaria muito que esse canal continuasse aberto.

Beijo,
eu

Chico disse...

bom....discutamos então woody allen no bar!
pena, foi um bom blog!

João Paulo disse...

Se é o último post tenho que me manifestar...

Assino embaixo a moção do Rafael. Faça o que achar melhor. Ficamos na expectativa de ler novos textos seus (senão aqui, em eventuais livros?!).

Quanto a minha experiência: este blog me iniciou na blogosfera (ou blogsfera?) que desde então uso com moderação. E por ele desenvolvi um apreço considerável...

Aos bares...

Abraço,
João.

(Ah! Quando um blog acaba o arquivo permanece na internet ou sumirá para sempre? Preciso dessa infomação pois quero lê-lo com calma.)

Paloma disse...

André, torço para que sua decisão não seja definitiva.
Claro que você pode expor suas opiniões na mesa de um bar para nós, só que a leitura do seu blog é muito prazerosa, não só porque diverte, mas acrescenta.

Sinceramente fiquei chateada de saber dessa notícia e meu companheiro ficará também! Sempre comentávamos dos seus textos.

Paloma disse...

Ah, André, não para de publicar não! :(

Cla disse...

Olha o André chamando a torcida! :p

Primeiro protesto: como assim vc não achou importante comentar nos emails ou na última vez q falamos no msn que vc ia fechar o ritmo?

Segundo: Nãooooooooooo! =( Logo agora que eu ia retomar minha leitura... Puxa puxa! Vc quer deixar sua amiga louca de vez!

Acho que o Rafael tá certo, que não pode mesmo se tornar um fardo. Mas eu se fosse você bem reconsiderava... Sabe, foi oq vc me disse sobre escrever um blog sobre a minha viagem! Lembra? Que eu vou ter amigos que um dia não serão mais amigos, namorados que não são mais namorados, problemas que me parecerão pequenos, e acho que o intuito do blog é esse mesmo! Olhar pra trás e ver como a gnt agora é diferente... De poder ver os posts antigos e relembrar-se de si próprio! =) Eu acho que continuar com o blog é muito válido.

ADORO vc.
Vem pra cá? =)
Beijo,
Alemazinha!

Heloisa disse...

Agora essa...
Você anda me surpreendendo.

Ticous disse...

Eu acho que isso é charme, então:

É isso aí, tudo aqui é uma bosta mesmo e foda-se! Fecha essa bagaça e vamos encher a cara no bar que é mais divertido...

E tenho dito!
HAHA!

Augusto Araújo disse...

Cheguei agora, via google, pesquisando os intelectuais de paul johnson

curiosamente tb tenho um blog e tenho pensado em fechá-lo por considerar q jah dei meu recado e q tem outros melhores e, mais importante, profissionais para a atividade

ou seja, é dificil dar seguimento a algo q toma ceto tempo e nenhum dinheiro

é hobby ou talento, então

mas parece q seus textos são bons

se servir de conselho ou exemplo, penso em pegar meus artigos, em torno de 25, formatá-lo em e-book e maná-lo para amigos e deixar disponivel na net

veja bem q fim vc pretende dar ao seu

abs!

Bruno disse...

Pena, mas se não sente vontade de escrever não tem motivo para continuar mesmo.
Deixa ele aí, quando bater saudade, vc volta.

Andre disse...

Pessoal, obrigado pelos comentários. O que faltou no post foi dizer que uma das coisas mais bacanas na trajetória do blog foi esse espaço aqui. Se, futuramente, eu voltar a escrever tento avisar vocês.

A página com os arquivos vai continuar existindo. Não sei se há alguma política de apagar blogs não atualizados, mas mesmo que tenha deve demorar um pouco.

Pedro disse...

Assino embaxo do que o ticous disse!
Partiu bar??
hahahahahaha
Mas eu bem gostava dos seus textos... hehehhehe